26 abril 2007

"Navegar é preciso; viver não é preciso."


"Nós não envelhecemos de forma totalmente cronológica. Nós crescemos, às vezes, em determinada coisa e não em outra, sempre desigualmente. Nós crescemos em partes. Nós somos relativos. Nós somos maduros em um meio, e crianças em outro. O passado, o presente e o futuro, combinados, nos puxa para trás, nos empurra para frente ou nos prende no presente. Nós somos feitos de camadas, células e constelações."
Anais Nin

Um comentário:

Bráulio disse...

Profundo, muito profundo...